sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Sonho Consciente

Olhar a meu redor não me faz sonhar. Não tenho ninguém a meu lado que tenha o trabalho de me agarrar a mão ou dizer pequenas palavras para me ajudar quando estou mal.
Fecho os olhos durante uma sequência de segundos e fico a pensar o quanto o teu sorriso me conforta, o quanto tu me fazes chorar, o quanto tu me fazes cantar.
Não posso dizer exactamente quando irei dar um passo em frente. Estou dependente de quando irei ser veloz o suficiente e conseguirei correr como se fosse um comboio rapidíssimo que percorre o mundo em apenas um segundo. Eu queria fugir das tuas chamas invisíveis que só eu as consigo ver … São enormes e tem uma cor garrida e chamativa que me faz ficar controlada.
Neste momento sinto-me desarmada sem nada com que sonhar e passo o dia inteiro sentada na calçada da rua a olhar para o relógio da igreja que cada vez andava mais lento. Imagino que estás a meu lado a olhar para mim sem eu me aperceber de toda a situação em redor. Era como se só houvesse um ‘ tu e eu’. Era só do que precisávamos.
Por todo o lado que caminho o teu nome insiste em aparecer, tu segues-me sem saberes que me estás a seguir.
Dou por mim junto ao pontão da pequena vila em que eu moro. As saudades são tantas que me fazem tomar decisões perigosas. Andava em direcção ao mar e estava sem rumo. A viagem acabou e acabei por mergulhar num mar que desconhecia, uma coisa totalmente nova que estava a descobrir. Os meus membros estavam completamente soltos a saborear as correntes marítimas e nessa altura percebi que tudo o que me aconteceu teve uma simples razão e não foi por nada que o amor me deixou, que a minha família reduziu, que as amizades se transformaram numa coisa totalmente diferente.


Eu queria voltar a ser criança, queria voltar a ter cinquenta mil amigos, queria esfolar-me no jogo da macaca porque só se é criança uma única vez, e só há uma única vez em que conseguimos estar o mais próximo da felicidade, quando se é criança.
Desta vez o meu sonho terá outro contexto e será um sonho perfeito. Eu irei ficar sozinha a vaguear pelo mundo cantando canções sobre a nossa história mas saberei que um dia eu tentei, e isso será o meu sonho perfeito que só eu irei sonhar…

'eu amo-te de verdade, eu amo-te do fundo.'

8 comentários:

Internuata ;D disse...

O teu melhor texto. !

Matilde disse...

isto está maravilhoso.

Anónimo disse...

Qual é o nome da música ?

Daniela Neves disse...

amo completamente. amo ao amo.
o teu melhor texto, sem dúvida alguma.

Luis Gomes disse...

Adorei este texto, assim como tudo o resto.Parabéns*

Mário Correia disse...

Como já era de esperar, está perfeito fofa ^^

Cath disse...

Gosto *.*

ana soeiro disse...

escreves muito bem (:
parabéns