domingo, 19 de agosto de 2012

Quando leio este texto penso sempre no que a minha mãe sofreu com o divórcio. Mas o amor é bom, seja ele correspondido ou não


Se estás a sofrer por causa de um amor perdido, digo-te que não há nada que tu possas fazer e não há ninguém que possa ajudar. Na melhor das hipóteses vais ter um amigo paciente que te levará a um bar e ouvir as tuas queixas, e eventualmente deixar-te em casa com segurança. Na verdade até existe alguém capaz de curar a tua dor, mas esse alguém não costuma ter pressa. Chama-se tempo, portanto, procura levantar a tua cabeça e dar um passo adiante, por menor que seja, porque tu ainda tens um longo caminho a percorrer. Teres pena de ti mesmo não vai ajudar em nada e por mais que tu não acredites, eu posso garantir que tu sentes algum prazer em cultivar esse sofrimento. Sim, estar triste é uma forma de exercer a paixão ao alvo dessa paixão que esperas ou já se foi, tu com isso estás a usufruir do direito de eterno apaixonado. Isso é ótimo, mas as coisas ótimas não costumam ser baratas, tens que pagar o seu preço. Em algum momento da tua vida tudo isso vai passar. Tudo estará em seu devido lugar como se nada tivesse acontecido. Tu vais recuperar as tuas noites de sono, vai te sentir revigorado, vais estar feliz contigo mesmo, vais levantar a tua auto estima, tu vais estar pronto para entregar o teu coração a outra pessoa, mesmo correndo o risco de partí-lo em mil pedaços novamente, porque o amor ou dói ou faz-te feliz, mas vale sempre a pena.”

2 comentários:

alexandra ♥ disse...

este tipo de situações são sempre chatas e até, por vezes, dolorosas. boa sorte (:

Daniela Ramos disse...

Um belo texto, com palavras bastante sentidas. Beijinho :) *