segunda-feira, 1 de março de 2010

Desabafo

Uma nota. Duas notas. Três notas. Quatro notas. Cinco notas. Seis notas. Sete notas. Tudo resume-se a imensas escalas que sobem e descem de tom, com diferentes intensidades. Pianos a rugirem com uma delicadeza enorme fazem relembrar-me os únicos momentos em que alguma vez me senti bem. As sapatilhas de ponta que estão tracadas a sete chaves na caixinha vermelha que está resguardada ao canto do báu grande do meu quarto movimentam-se de um lado para o outro com a vontade de voltar aos seus tempos de glória. Quando dançava sentia-me livre, era dona do Mundo e dançava pelos mares infinitos, e para mim nada mais existia sem ser a dança.

Volta por mim e para mim.

13 comentários:

Cár disse...

taooo bonito minha catjinhaaa

Mário Correia disse...

Muito bom ^^ Já era de esperar de ti!

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Carolina disse...

lindoo.

Luís Marques disse...

Muito bom, parabéns. Devo acrescentar o bom gosto musical.

Juliana disse...

adoras a dança tal e qual como eu :')