quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Terreiro do Paço

Estavas à minha frente com os pés alinhados e a tua habitual roupa amarrotada que pela primeira vez estava passada a ferro. Os teus olhos criavam linhas imaginárias sobre a rua que pareciam lasers pirotécnicos em grandes concertos. A tua pele encaixava na perfeição do terreiro do paço e o momento estava tão mágico que nem dávamos pelas pessoas a passarem e a observarem fixamente. Estávamos agarrados sem prenunciarmos uma única palavra o que fazia parecer que o mundo exterior que nos passava ao lado estava mais agitado que o normal. Agarravas no meu casaco de forma a ficar com a marca das tuas mãos fortes que tinham diversas marcas do trabalho duro que fazias e sentias todos os dias. Já eu limitava-me a mexer no teu cabelo sem saber o que mais fazer para te sentir ainda mais perto do que já estavas. Sentíamos a respiração um do outro que era levada rapidamente pelo frio que se fazia passar de forma matreira pelo espaço que havia entre os dois. Eu sentia que já tinha vivido aquele momento mas neste dia aquilo estava mais mágico do que o normal. O meu palpite estava correcto e o inesperado acabou por acontecer. Baixaste a cara para ficares a olhar directamente para mim e tu com os teus lábios disseste o que já sonhava há muito tempo. Nesse momento, os segundos passaram de forma lenta e saborosa o que me possibilitou de observar os teus olhos a falarem e a dizerem que me adoravas!
Foi um momento novo que ainda não tinha marcado presença e ainda não marcou. Basicamente não marcou porque tudo não passou de um sonho do qual acordei.

21 comentários:

Sara disse...

És adorável com a expressividade das palavras, se é que me faço entender. Adoro linda <3

MarcelaMaia disse...

Adorei.

- Adriana a. disse...

Sonhos esses que fazem parte de nós, onde um dia olhamos para trás e quem sabe, como por ironia, não se tornam realidade?
És mais forte do que pensas, estarei aqui para ti pequenina, obrigada pelo incentivo e força nestes últimos dias <3

Luciana Pacífico disse...

Adoro Cátia :D
Apesar de teres estado um bocadinho afastada o teu "dom" da escrita não se alterou nada, estás melhor que nunca. E como diz a Adriana, quem sabe um dia :)
ly <3

Sara disse...

Nunca deixarei de vir cá sabes? Gosto muito, tenho dito <3

Obrigada de coração*

Fá disse...

Adorooooooo!

Sara disse...

Ainda bem, que bom princesa!

Helena disse...

Gostei tanto do que li.

Incógnita disse...

é mesmo bom sonhar =)

Incógnita disse...

é mesmo bom sonhar =)

joanarocha disse...

que bonito *.*

Catarina Abreu . disse...

obrigada (:
adoro completamente :o

carina disse...

obrigada, obrigada querida, tu também

CLÁUDIA COM. disse...

Voltaste em força ;)

Catarina Abreu . disse...

de nada linda (:

alexandra marques disse...

gostei, que bons sonhos esses*

carina disse...

não tens de quê.:)

alexandra marques disse...

também digo. a realidade bem que podia ser mais sonhadora, poupava-nos a tristeza pós-sonho :)

beatriz disse...

oh obrigada! adorei isto aqui também

mariana disse...

muito obrigada!
escreves lindamente.

aninhasbarreto disse...

muito obrigada :)
não tinha conhecimento do teu blog. adorei o texto +.+